29 abr. 2009

La Vida No Vale Nada

Pablo Milanés



A VIDA NAO VALE NADA

A vida não vale nada
Se não é para perecer
Porque outros podem ter
O que a gente desfruta e ama.

A vida não vale nada
Se eu fico sentado
Depois de ver e sonhar
Que em todas partes me chamam

A vida não vale nada
Quando outros estão se matando
E eu continuo aqui cantando
Como se não acontecesse nada

A vida não vale nada
Se eu escuto um grito mortal
E não é capaz de tocar
Meu coração que se apaga.

A vida não vale nada
Se eu ignoro que o assassino
Escolheu outro caminho
E prepara uma cilada.

A vida não vale nada
Se ela surpreende outro irmão
Se eu soube de antemão
O que lhe preparava.

A vida não vale nada
Se quatro caem por minuto
E ao final pelo abuso
Decide-se a jornada.

A vida não vale nada
Se eu tenho que pospor
Outro minuto de ser
E morrer em uma cama

A vida não vale nada
Se afinal o que me rodeia
Não posso mudar do jeito
Do que tenho e que me ampara

E por isso para mim
A vida não vale nada.




2 comentarios:

  1. Resumindo: a vida não vale nada se ficarmos inertes e alheios a ela. Era o que Vinícius defendia e é o que Chico critica em Carolina, a moça que via a vida passar pela janela. Detesto "carolinas" e meu maior medo é cair na acomodação e me tornar uma delas. Creeeeeeeedo! Beijos, Paty!

    ResponderEliminar
  2. é isso. A vida nao vale nada se nao nos involucramos com ela, se permanecemos alheios à realidade que nos rodeia e nao procuramos deixar nossa impronta no mundo.

    ResponderEliminar

Comente aqui..