4 sept. 2009

Ciegas Banderas

Cegas Bandeiras
Víctor Heredia
...

...
Certos homens, para se distinguirem
Fabricaram seus escudos e brasões
Como se fosse um louco signo da vida
Numerar-se atrás de um pano colorido
Numerar-se atrás de um pano colorido
...
Eu caminho pelas ruas deste mundo
Sou apenas um entre centenas de milhões
Que em suas testas apenas trazem corações
Por escudo têm somente a paciência
E a pura claridade de suas consciências
E a pura claridade de suas consciências
....
Amo o sol, amo o mar, amo a vida
E não conheço outra bandeira mais formosa
Que dormir lentamente entre a bela
Mansidão da noite e suas estrelas
Mansidão da noite e suas estrelas
....
...
Há bandeiras que são símbolo de morte
Estendidas contra um céu de inocentes
Como águias de repente levantam voo
Sobre o tenro coração de nossa gente
Sobre o tenro coração de nossa gente
...
Eu não quero mais bandeiras em meu mundo
Que se enfrentem como galos na arena
Quero um só coração como fogueira
Que ilumine uma belíssima bandeira
Que unifique para sempre nossa era
...

No hay comentarios:

Publicar un comentario

Comente aqui..