14 abr. 2009

Tratado De Impaciencia No. 10

Joaquin Sabina



Tratado de Impaciência Nº 10


Aquela noite não choveu,
Nem apareceste te desculpando
Dizendo, enquanto te sentavas,
“desculpa se chego tarde”

Não me abrumaste com perguntas,
Nem eu tentei te impressionar
Contanto tolas aventuras,
Falsas histórias de viagens.

Nem deambulamos pelo bairro
Buscando algum tugúrio aberto,
Nem te beijei quando a lua
Sugeriu-me que era o momento.

Também não fomos dançar,
Nem tremeu um pássaro em teu peito
Quando minha boca foi passando
Das palavras aos fatos.

E não acabamos na cama,
Que é onde acabam estas coisas,
Ardendo juntos na fogueira
De pele, suor, saliva e sombra.

Assim que não estejas lamentando
O que pôde ocorrer não ocorreu.
Aquela noite que tú não foste,
Também não fui ao encontro eu...



2 comentarios:

  1. Enquanto lia a letra, me recordei da música Valsinha, de Chico e Vina. Não por terem semelhanças, mas porque a história de Valsinha poderia, perfeitamente, complementar a música de Sabina, caso quiséssemos montar uma bela história de reconciliação e reconstrução de um relacionamento.

    Tô muuuuuuuuuuuito fã do Sabina.

    ResponderEliminar
  2. tem razao Romyna! agora que você me falou lembrei mesmo dessa música.
    Mais pra frente vou botar outra música do Sabina que me lembra uma música do Chico... mas só mais pra frente que senao vai parecer um blog do Sabina kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderEliminar

Comente aqui..