24 sept. 2009

Al Lado Del Camino

Fito Paez

Ao Lado do Caminho

Gosto de estar a um lado do caminho
Fumando a fumaça enquanto tudo acontece
Gosto de abrir os olhos e estar vivo
Ter que enfrentar a ressaca
E então navegar se for preciso
Em barcos que esbarrem na nada
Viver atormentado de sentido
Acho que esta, sim, é a parte mais pesada

Em tempos onde ninguém escuta ninguém
Em tempos onde todos contra todos
Em tempos egoístas e mesquinhos
Em tempos onde sempre estamos sozinhos
Haverá que se declarar incompetente
Em todas as matérias do mercado
Haverá que se declarar inocente
Ou haverá que ser abjeto e desalmado
Eu já não pertenço a nenhum ‘ismo.
Considero-me vivo e enterrado
Eu pus as canções em teu walkman
O tempo me pôs em outro lado
Terei que fazer o que é e não o devido
Terei que fazer o bem e fazer o mal
Não esqueças que o perdão é o divino
E errar às vezes acostuma ser humano.

Não é bom ganhar inimigos
Que não estejam à altura do conflito
Que pensem que fazem uma guerra
E se urinam nas calças como crianças
Que andam por sinistros ministérios
Fazendo a paródia do artista
Que tudo o que brilha neste mundo

Só lhes provoca caspa e lhes dá inveja
Eu era um garoto triste e encantado
De Beatles, cana Legui e maravilhas
Os livros, as canções e os pianos
O cinema, as traições, os enigmas
Meu pai, a cerveja, as pastilhas
Os mistérios do uísque ruim
Os óleos, o amor, os cenários
A fome, o frio, o crime
O dinheiro e minhas dez tias
Fizeram-me este homem misturado.

Se alguma vez atravessas comigo pela rua
Dê-me seu beijo e não se aflija
Se vê que estou pensando noutra coisa
Não é nada ruim, é que passou uma brisa
A brida da morte apaixonada
Que ronda feito um anjo assassino
Mas não te assustes, sempre passa
É só a intuição do meu destino

Gosto de estar a um lado do caminho
Fumando a fumaça enquanto tudo acontece
Gosto de voltar do esquecimento
Para lembrar em sonhos de minha casa
Do menino que jogava bola
Do 49585 (1)
Ninguém nos prometeu um jardim de rosas
Falamos do perigo de estar vivo
Não vim divertir a sua família
Enquanto o mundo cai em pedaços
Gosto de estar ao lado do caminho
Dormir cada noite entre os meus braços
Ao lado do caminho
Ao lado do caminho
Ao lado do caminho
É mais divertido e mais barato
Ao lado do caminho
Ao lado do caminho
_______________________________

(1) 49585 é o número telefônico da infância de Fito Paez em Rosário, Argentina
Fonte:

http://comunidadpaezperu.blogspot.com/2009/04/del-49585-y-lo-que-significa-en-la-vida.htm


No hay comentarios:

Publicar un comentario

Comente aqui..